Anadia/AL

22 de junho de 2024

Anadia/AL, 22 de junho de 2024

Representante dos times da Série D diz que maioria defende a continuidade do campeonato

Presidente do ASA, Rogério Siqueira lembra que clubes da Quarta Divisão trabalham com orçamento apertado: "Projetado para quatro, cinco meses".

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 15 de maio de 2024

ESPORTE 4

Rogério Siqueira diz que apenas o Grupo 8 tem jogos adiados — Foto: Augusto Oliveira/Ascom FAF

A enchente de graves proporções no Rio Grande do Sul neste mês gera incerteza sobre a continuidade do Campeonato Brasileiro. Representante dos clubes da Série D, o presidente do ASA, Rogério Siqueira, conversou com o ge nesta terça-feira sobre o cenário para as equipes que disputam a Quarta Divisão. Ele adiantou que é contra a paralisação.

– Temos conversado bastante, somos todos solidários com toda essa situação que vem acontecendo, inclusive, estamos em campanha para ajudar a todos no Rio Grande do Sul. Mas vale destacar que a Série D é uma competição regionalizada, dividida em oito grupos. Apenas um deles (Grupo 8) tem equipes da região Sul, sendo três do Rio Grande do Sul (Novo Hamburgo, Brasil de Pelotas e Avenida).

“Diante disso, esse grupo está com as partidas adiadas e, no caso da Série D, a gente entende que o problema é pontual.”

Siqueira afirmou que foi feita uma votação entre os clubes sobre uma possível parada da Série D.

– Em reunião, a maioria optou pela não paralisação. No entanto, isso não quer dizer que não somos solidários com essa tragédia toda. Inclusive, o ASA, assim como outros clubes, se coloca à disposição para ceder os seus CT’s para quem precisar.

Siqueira também falou sobre o prejuízo financeiro que uma pausa no Brasileiro pode causar.

– A realidade é que os clubes da Série D trabalham com um orçamento apertado, projetado para quatro, cinco meses. Então, uma paralisação do Brasileiro, do ponto de vista financeiro, pode se transformar numa catástrofe para as equipes.

Fonte: GE-AL

Galeria de Imagens