Anadia/AL

14 de junho de 2024

Anadia/AL, 14 de junho de 2024

Samara Felippo registra boletim de ocorrência e racismo contra filha vira caso policial

Filha de 14 anos da atriz sofreu violência racista de colegas em escola de alto padrão de São Paulo | 08:48 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 29 de abril de 2024

vv1

Foto: Reprodução / Instagram

Por: Pedro Benjamin Prado

A filha mais velha da atriz Samara Felippo, de 14 anos, foi vítima de racismo no Colégio Vera Cruz, instituição de ensino de alto padrão na zona oeste da capital paulista. Considerando falta de medidas satisfatórias por parte da escola, a atriz registrou um boletim de ocorrência e o caso agora será investigado pela polícia.

O que aconteceu

O incidente ocorreu na segunda-feira (22/4). Duas estudantes do 9º ano, mesma série da vítima, foram suspensas pela escola após o ocorrido. De acordo com Samara Felippo, as agressoras pegaram o caderno da filha, que é negra, arrancaram todas as páginas de um trabalho de pesquisa e escreveram uma frase ofensiva de teor racista. O caderno foi posteriormente encontrado no setor de Achados e Perdidos.

O Colégio Vera Cruz informou em comunicado às famílias que as autoras da agressão foram suspensas por tempo indeterminado. A escola não descarta outras punições, mas isso não foi considerado suficiente pela atriz, que questionou a falta de expulsão das agressoras.

Denúncia à polícia

Samara Felippo formalizou a denúncia de racismo por meio de um boletim eletrônico registrado via internet. O caso será encaminhado para o 14º Distrito Policial (Pinheiros), responsável pela investigação. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) acompanha o caso, mas devido ao envolvimento de menores de idade, a investigação não será divulgada até a conclusão das apurações.

Pais de outros alunos também manifestaram repúdio ao crime por meio de uma carta. O caso gerou grande comoção nas redes sociais, com diversas mensagens de apoio à atriz e sua filha.

*Redação com Terra

Galeria de Imagens