Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Sesau investiga 21 mortes por dengue em Alagoas; oito já foram confirmadas

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 4 de julho de 2024

ff

Foto: Reprodução/Ascom SMS

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou, nesta quinta-feira (4), que 21 mortes por suspeita de dengue estão sob investigação em Alagoas. Até o momento, oito óbitos pela doença foram confirmados pela doença em todo o estado.

Os dados são da última Semana Epidemiológica, e foram coletados pela Sesau até esse sábado (29). De acordo com o órgão, os 21 óbitos que estão sob investigação foram registrados nos municípios de Teotônio Vilela (1), Boca da Mata (1), Porto de Pedras (1), Porto Calvo (1), Rio Largo (1), União dos Palmares (1), Atalaia (1), Poço das Trincheiras (1), Barra de São Miguel (1), Piaçabuçu (1), São José da Laje (1), Maceió (5), Pão de Açúcar (1), Arapiraca (2), São José da Tapera (1) e Porto Real do Colégio (1).

Já as oito mortes pela doença foram confirmadas nos municípios de Atalaia (1), Viçosa (1), Porto de Pedras (1), Rio Largo (1), Maceió (1), União dos Palmares (1), Murici (1) e Craíbas (1).

O último boletim da dengue em Alagoas ainda mostra que 14.766 casos suspeitos da doença já foram notificados no estado, dos quais 8.218 foram confirmados. No mesmo período em 2023, foram notificados 4.106 casos suspeitos de dengue, sendo que 2.578 foram confirmados e apenas uma morte foi registrada.

Maioria dos casos é entre jovens de 20 e 29 anos 

O informe sobre a situação epidemiológica da dengue em Alagoas mostra também que o sexo feminino apresenta uma discreta predominância em relação ao número de casos registrados no estado (53,4%). A faixa etária onde é registrada a maioria dos casos é entre pessoas de 20 e 29 anos (25,7%). Já a faixa etária que menos possui registros de casos e a de indivíduos com idade acima de 80 anos (0,6%).

Fonte: TNH1

Galeria de Imagens