Anadia/AL

21 de julho de 2024

Anadia/AL, 21 de julho de 2024

Teca Nelma quer programa de enfrentamento ao feminicídio em Maceió

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 2 de março de 2024

vv2

É assim

“Sem políticas consequentes de combate ao feminicídio todas as mulheres estão vulneráveis”, afirmou Teca Nelma ao repudiar o assassinato de Valquíria de Brito Cavalcanti, 40 anos, vítima de feminicídio no último domingo dentro do Shopping Pátio, em Maceió. A vereadora defendeu um programa de combate ao feminicídio na cidade.

“É fundamental repudiar esse tipo de violência e condenar publicamente o menosprezo pela vida das mulheres. Falar sobre isso nas escolas, templos religiosos, repartições públicas é uma forma da gente se movimentar pelo fim da cultura violenta que faz das mulheres propriedades e normaliza as nossas mortes”, defendeu a vereadora Teca, que é autora do projeto que cria o Programa de Enfrentamento ao Feminicídio em Maceió.

Alagoas ocupa o 2º lugar entre os estados do Nordeste com maior número de assassinatos de mulheres. Dados da Secretaria de Segurança Pública mostram que 75 mulheres foram vítimas de feminicídio em Alagoas entre 2021 e 2023. Já no cenário mundial, o Brasil ocupa o 5º lugar no número de mortes violentas de mulheres, situação a qual a vereadora apontou como uma “verdadeira epidemia de mortes femininas”.

O projeto da vereadora Teca prevê a elaboração de um Plano Municipal de Ações para o Enfrentamento ao Feminicídio, além da criação de indicadores permanentes de avaliação das políticas públicas de enfrentamento às violências contra as mulheres e feminicídios no Município de Maceió.

“Essa proposta nasce da urgência em nos manter vivas, em combater a violência que tem interrompido a vida e os sonhos de tantas de nós. Essa é uma política para salvar vidas”, disse Teca ao cobrar a sanção e aplicação do projeto.

*Redação com Cada Minuto

Galeria de Imagens