Anadia/AL

20 de junho de 2024

Anadia/AL, 20 de junho de 2024

VÍDEO: guarda municipal chuta e puxa aluno em brinquedo de parque de diversões

Agressão | 10:22 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 6 de junho de 2024

vv1

Crédito: Reprodução / Vídeo

Por: Gabriel Amorim

Um guarda municipal foi flagrado dando um chute e puxando um aluno à força de um brinquedo em um parque de diversões, no município de Olho d’Água das Flores, cerca de 171 km de Maceió (AL). O caso aconteceu na tarde dessa quarta-feira (5).

Estudantes de diversas escolas do município tiveram a entrada gratuita em uma ação da prefeitura para fazer uma espécie de “Dia do Parque”. Devido ao grande número de pessoas, de diferentes idades, a assessoria do município informou à reportagem que foi preciso o auxílio da Guarda Municipal no local.

TNH1 teve acesso a um vídeo que mostra a agressão de um dos guardas a um aluno. Nas imagens, o menor aparece dentro do compartimento de um dos brinquedos, quando é revistado pelo agente e, logo em seguida, puxado. O jovem ainda tenta se segurar nas grades, quando é pego à força pelas pernas. Assista. 

O menor chega a ser jogado no chão quando deixa o brinquedo. A câmera ainda flagrou que, assim que ele dá as costas, é chutado por um guarda municipal.

De acordo com testemunhas, a agressão teria iniciado após a recusa do menor em sair do compartimento. Os militares teriam sido acionados por pessoas da escola para retirá-lo. A assessoria do município, no entanto, não respondeu sobre esta versão.

A Prefeitura de Olho d’Água das Flores vem a público expressar sua indignação diante do ato de violência física  ocorrido nesta quarta-feira, contra um aluno do município, durante visita ao parque de diversões.

O Governo Municipal deixa claro que não TOLERA QUALQUER FORMA DE AGRESSÃO, verbal ou física, em especial quando praticada por agentes da guarda municipal, à quem cabe o  mais importante dever social, que é o de cuidar e proteger.

Vale ressaltar que, agressão, seja física, moral ou verbal, é sempre um ato repudiável, não importando qual seja a razão.

Informamos que as providências cabíveis já estão sendo tomadas contra o agente.

Continuaremos lutando para que tenhamos escolas livres da violência e um ensino público mais justo, humano e igualitário.

Em tempo, nos solidarizamos com a vitima, bem como seus familiares e amigos.

*Redação com TNH1

Galeria de Imagens