Anadia/AL

21 de julho de 2024

Anadia/AL, 21 de julho de 2024

Oito suspeitos de estupro coletivo contra influencer brasileira na Índia são presos

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 5 de março de 2024

vv2

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Os suspeitos de estupro coletivo contra a influencer brasilera Fernanda Santos, que não tiveram os nomes divulgados pelas autoridades, foram todos presos pela polícia indiana, segundo o marido dela, Vicente Barbera. Inicialmente, a polícia havia informado que sete suspeitos tinham sido identificados, mas segundo o marido, oito homens cometeram o crime e já foram presos.

“Todos os criminosos foram apanhados e eram oito no total. Tudo aconteceu tão rápido, a polícia foi de uma eficácia tremenda”, publicou Fernanda.

O crime aconteceu na última sexta-feira (1º), no distrito de Dumka, enquanto o casal seguia de moto até o Nepal. De acordo com a vítima, ela foi indenizada pelo governo do estado de Jharkand, onde aconteceu o crime. O valor recebido, cerca de 12 mil dólares, equivale a R$ 60 mil.

No domingo, a polícia do distrito de Dumka, na Índia, já havia publicado a foto de três dos suspeitos do crime contra Fernanda. Em nota, a embaixada brasileira afirmou que “seguirá à disposição para prestar toda a assistência cabível e acompanhar todos os desdobramentos do caso, em estreita coordenação com as autoridades espanholas e indianas”.

Quem é a influencer

Nas redes sociais, Fernanda tem um perfil próprio e outro junto com o marido, o espanhol Vicente Barbera. Juntos há dez anos, o casal viaja o mundo em motos e divide as aventuras que vivem com mais de 177 mil seguidores.

“Ao redor do mundo em uma motocicleta”, descrevem. Sempre sobre duas rodas, Fernanda e Vicente compartilham fotos e vídeos das belezas naturais, culturais e gastronômicas dos mais de 65 países onde eles já passaram.

Muito sorridente e alegre, Fernanda ainda mostra nas redes sociais a rotina dessas viagens e vídeos brincando, dançando e beijando o marido. Além disso, instruções de manutenção na moto e as rotas por onde passam.

Nas últimas publicações, o casal mostra que estava viajando pelo continente asiático. De acordo com a apuração da imprensa local, eles seguiam para o Nepal, decidiram acampar na região e, durante a noite, foram atacados.

Crime e indenização

O crime aconteceu em 1º de março, no estado de Jharkhand. O casal contou nas redes sociais que seguia de moto até o Nepal, mas decidiu acampar na região. Durante a noite, eles foram atacados pelo grupo. Enquanto Fernanda era vítima de violência sexual, o marido dela era segurado e agredido.

“Fernanda está pior do que eu. Eles me bateram com o capacete várias vezes e com uma pedra na cabeça. Graças a Deus ela estava vestindo a jaqueta [de motociclista] e isso amorteceu um pouco dos golpes”, relatou.

Após o crime, a vítima contou que foi indenizada pelo governo do estado de Jharkand pelo crime. Em seguida, a vice-comissário do distrito de Dumka, em Jharkand, Anjaneyulu Dodde, confirmou o pagamento.

“Fizemos uma investigação rápida e, por parte da administração distrital, estamos fornecendo toda a ajuda a eles [Fernanda e Vicente]. No âmbito do esquema de compensação às vítimas, demos a eles Rs 10 lakhs. Tentaremos um julgamento e condenação rápidos [dos suspeitos]”, afirmou, em entrevista a repórteres da imprensa local.

À reportagem, Vicente Barbera, marido de Fernanda, falou sobre o recebimento da indenização.

“Aqui é lei. Não tem como falar que não aceito ou fazer outra coisa. Qualquer vítima tem direito a uma indenização aqui na Índia”, afirmou.

*Redação com Diário Arapiraca

Galeria de Imagens