Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Morte de filho de empresário pode ter sido provocada por desentendimento entre amigos

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 4 de julho de 2024

cccddd

Foto: Reprodução

A Polícia Civil de Alagoas ainda deve colher o depoimento de dois dos três suspeitos de terem assassinado o jovem Emerson Ramon da Silva Gomes, de 33 anos, que foi encontrado morto em um canavial, no município de São Sebastião, no Agreste alagoano, no último dia 16 de junho. O trio, que foi preso nesta quinta-feira (4), teria confessado a autoria do crime, mas não revelou a motivação. A polícia acredita que houve um desentendimento entre os suspeitos e a vítima, que seriam amigos.

Em entrevista à reportagem da TV Pajuçara, o delegado Rômulo Andrade, que está à frente da comissão de delegados que investiga o caso, explicou que a polícia chegou à autoria do crime após analisar mais de 100 horas de imagens de câmeras de segurança.

“Nós buscamos e refizemos o passo a passo feito por Emerson naquele dia em que houve o crime. Analisamos mais de 100 horas de imagens de câmeras de segurança, que nos ajudaram a chegar na autoria do crime. Em uma das imagens, Emerson aparece saindo de um condomínio residencial. Ele disse para a família que estava indo em um lava-jato, mas esse lava-jato era a residência de um dos autores, que lavava os carros na porta de casa. Havíamos interrogado esse rapaz na semana passada, e ele havia negado o crime. Porém, não acreditamos na versão apresentada por ele e, no dia de hoje, confirmamos a participação dele na morte do Emerson”, conta Andrade.

Segundo o delegado, as imagens de câmeras de segurança mostram que o trio, que era amigo de Emerson, teria rendido ele no local e o levaram para um canavial na zona rural de São Sebastião, onde Emerson foi morto com um tiro na cabeça.

“Esse dono do lava-jato e outro amigo do Emerson chamaram ele para lavar o carro e, de lá, eles pegaram a vítima e levaram ela para uma área rural de São Sebastião, em um canavial. Eles executaram o Emerson com um tiro na cabeça, ocultaram o corpo no canavial e retornaram para a cidade de Arapiraca”, explicou Rômulo Andrade.

Suspeitos retornaram para Arapiraca e queimaram o veículo da vítima

As investigações também apontam que os três suspeitos retornaram para Arapiraca logo após o crime e, em seguida, colocaram fogo no carro da vítima.

“Já em Arapiraca, o trio foi buscar um outro carro e seguiu para Campo Alegre, onde incendiaram o veículo do Emerson, um Fiat Mobi. Nós temos as imagens de um dos suspeitos comprando um isqueiro e combustível em um posto, que foram usados para queimar o carro. Eles tinham alguns truques para tentar atrapalhar as investigações. Eles usaram dinheiro para abastecer o carro e não fizeram pagamentos no cartão”, citou Rômulo Andrade. 

O delegado finalizou dizendo que já tem provas suficientes da autoria do crime. A polícia aguarda o depoimento dos envolvidos para concluir o inquérito.

Fonte: TNH1

Galeria de Imagens